quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Anemia?

   
A maioria das pessoas despertam por dieta no intuito de reduzir ou aumentar de peso e por isso acabam por fazer dietas por conta própria, o que é um risco, pois geralmente as pessoas só se preocupam com os MACRONUTRIENTES (carboidrato, proteína e lipidos (gorduras)). E esquecem das Vitaminas e Minerais, ótimos e excelentes estimuladores do bom funcionamento VITAL de células de todo o corpo. O assunto é um pouco extenso, entretanto preciso. Ao contrário do que se imagina, a Anemia é um sintoma preliminar das Leucemias, e não a sua causa. Nessa situação, o que acontece é que as células doentes (leucêmicas) ocupam o espaço da medula óssea normal e não deixam a medula produzir as células normais, levando portanto a um quadro de insuficiência medular.

Nesse caso, o diagnóstico não é só de anemia, mas também de diminuição de plaquetas e glóbulos brancos (estes últimos podem estar aumentados). Os sintomas mais comuns que levam o paciente a procurar o médico são os de anemia. Daí a confusão.
Por um mundo mais saudável repassem essa informação seja via facebook, watsap, ou mesmo aos seus entes. Lembrando que por exemplo crianças super magras , sem apetite e muito sono, não indica biótipo. Seu filho pode estar com anemia. Consulte um médico ou Nutricionista e Investigue. A falta de vitaminas ,ferro, , zinco e outros minerais pode comprometer o crescimento e saúde do seu filho.
Lembrando que pessoas negras tendem a ter Anemia falciforme.
por heranca genética, o que significa que nem todas possuem.Pois as pessoas que apresentam apenas Traço Falciforme, são saudáveis e não manifestam a Doença. Mas vale a pena manter os exames em dias pra ficar por dentro do seu corpo e cuidar da saúde.
>>>> A alteração genética que determina a doença Anemia Falciforme é decorrente de uma mutação dos genes ocorrida há milhares de anos, predominantemente, no continente africano onde houve três mutações independentes, atingindo os povos do grupo lingüístico Bantu e os grupos étnicos Benin e Senegal (SERJEANT, 1998).
ENTAO VAMOS.....
ANEMIA

O que é Anemia?

Anemia é definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal como resultado da carência de um ou mais nutrientes essenciais, seja qual for a causa dessa deficiência. As anemias podem ser causadas por deficiência de vários nutrientes como ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas. Porém, a anemia causada por deficiência de ferro, denominada Anemia Ferropriva, é muito mais comum que as demais (estima-se que 90% das anemias sejam causadas por carência de Ferro). O ferro é um nutriente essencial para a vida e atua principalmente na síntese (fabricação) das células vermelhas do sangue e no transporte do oxigênio para todas as células do corpo.

Crianças, gestantes, lactantes (mulheres que estão amamentando), meninas adolescentes e mulheres adultas em fase de reprodução são os grupos mais afetados pela anemia, muito embora homens - adolescentes e adultos - e os idosos também possam ser afetados pela anemia.
Causas

As causas da Anemia por deficiência de ferro, tanto em crianças como em gestantes, são basicamente o consumo insuficiente de alimentos fontes de ferro e/ou com baixa biodisponibilidade.
Sintomas de Anemia

Os sinais e sintomas da anemia por carência de ferro são inespecíficos, necessitando-se de exames laboratoriais (sangue) para que seja confirmado o diagnóstico de Anemia Ferropriva. Os principais sinais e sintomas da anemia por carência de ferro são:

fadiga generalizada
anorexia (falta de apetite)
palidez de pele e mucosas (parte interna do olho, gengivas)
menor disposição para o trabalho
dificuldade de aprendizagem nas crianças
apatia (crianças muito "paradas").
E pro último, manchas roxas no corpo, com aparecimento sem causa.

Diagnóstico de Anemia

Para o diagnóstico da anemia, é necessário recorrer aos indicadores laboratoriais (hematológicos). O nível de hemoglobina é um dos indicadores que tem sido amplamente utilizado em inquéritos epidemiológicos para anemia, além de ser considerado adequado num diagnóstico preliminar para levantamentos em campo.

O ponto de corte proposto pela OMS para nível de hemoglobina indicativo de anemia em crianças de 6 a 60 meses e em gestantes é abaixo de 11,0 g/dl.

Tratamento de Anemia

O ferro pode ser fornecido ao organismo por alimentos de origem animal e vegetal. O ferro de origem animal é melhor aproveitado pelo organismo. São melhores fontes de ferro as carnes vermelhas, principalmente fígado de qualquer animal e outras vísceras (miúdos), como rim e coração; carnes de aves e de peixes, mariscos crus.
Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o leite e o ovo não são fontes importantes de ferro. Contudo, no mercado já existem os leites enriquecidos com ferro, que ajudam no combate da anemia. Entre os alimentos de origem vegetal, destacam-se como fonte de ferro os folhosos verde-escuros (exceto espinafre), como agrião, couve, cheiro-verde, taioba; as leguminosas (feijões, fava, grão-de-bico, ervilha, lentilha); grãos integrais ou enriquecidos; nozes e castanhas, melado de cana, rapadura, açúcar mascavo. Também existem disponíveis no mercado alimentos enriquecidos com ferro como farinhas de trigo e milho, cereais matinais, entre outros.

A presença de ácido ascórbico, disponível em frutas cítricas, e alimentos ricos em proteínas na refeição melhora a absorção de ferro proveniente de produtos vegetais, como: brócolis, beterraba, couve-flor e outros. Por outro lado, existem alguns fatores (fosfatos, polifenóis, taninos, cálcio) que podem inibir a absorção do ferro, presentes em café, chá, mate, cereais integrais, leite e derivados.

Ressalta-se que o leite materno é considerado fator protetor contra Anemia por deficiência de ferro devido à alta biodisponibilidade do ferro existente. Estudos evidenciam associação de anemia em crianças que tiveram pouco tempo de aleitamento materno exclusivo, alimentação prolongada com leite de vaca e com a introdução da alimentação complementar precoce.


Beijos Beijos da Luna Araujo Nutricionista